segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Franca ganha novo síndico

"E a cidade que tem braços abertos num cartão postal,...


... com os punhos fechados pra vida real"



O novo síndico da cidade de Franca foi eleito: Alexandre Franco da Rocha.
Em primeiro lugar, o PSDB francano jamais poderá dizer que a Dilma foi fabricada, uma vez que o atual prefeito mostrou a sua força política e o seu grau de aprovação ao eleger, não o Alexandre Ferreira, mas sim o prefeito do Sidnei Rocha.
Há algumas insinuações de que o Alexandre Ferreira não terá a mesma personalidade e firmeza para exercer o governo. Contudo, esse problema não existirá, uma vez que, segundo várias fontes de informações, ele é ainda mais autoritário do que o seu atual produtor e futuro antecessor. Um novo quadro já foi criado pelo PSDB, mesmo que os opositores discordem ideologicamente do mesmo.
Essa vitória retrata o seguinte: o tucanato descobriu o caminho das pedras. Vê-se que não é demodê ganhar eleições com obras, mesmo que a saúde, as escolas, as creches, os professores, os servidores públicos e todos os outros agentes importantes na construção de uma cidade mais justa estejam abandonados. Paulo Maluf que o diga...
Ah, e falando nele... então, a melhor opção seria a Delegada Graciela? Obviamente não. E isso não se deve exclusivamente ao fato de sua proximidade com o novo parceiro político do Lula. Partindo desse princípio, tanto o Sidnei como o Alexandre já estiveram - e na verdade estão - dentro do mesmo projeto de poder que o nosso deputado procurado pela Interpool.
O governo da Graciela obviamente seria um fracasso. Não falei isso antes, pois, apesar de defender o voto nulo no segundo turno pela falta visível de alternativas que priorizassem a dignidade das pessoas, não criticava com fervor o voto-crítico na Graciela. O excesso de poder do PSDB realmente é algo preocupante.
Os problemas que a delegada Graciela enfrentaria transgrediriam o fato de não ter apoio na Câmara dos Vereadores, até porque o apoio dos vereadores sempre dependeu do interesse político de cada partido e pessoa no que se refere à tomada do poder (daí o rompimento da Graciela e de algumas divergências do PSB durante a última legislatura).
Nesse tempo de vereadora, ela não fez uma oposição que mostrasse uma concepção de cidade diferente, projetos políticos diferentes e formas de governar mais próximas da sociedade.  E o meu problema com a “doutora” não é pessoal, pois cobrei a delegada uma vez na Câmara dos Vereadores e fui muito bem tratado. Na verdade, apenas o Jepy Pereira não me recebeu muito bem, o que para mim é uma questão de honra (quero sempre estar do lado oposto desse sujeito).
Diferentemente de Gilmar Dominici, o qual teve todos os problemas que não convém falar no momento, a delegada não tem o mesmo jogo de cintura do ex-prefeito, por isso, apesar de populista, acredito que o seu governo não resistiria tão fácil aos problemas que por ventura saíssem de seu controle.
Vários outros pontos poderiam ser enumerados. Todavia, é pouco provável que nos próximos quatro anos, tenhamos algo que se aproxime de uma educação, saúde, transporte público, lazer, cultura e esporte público de qualidade. Como toda política tucana, o que é público ficará cada vez mais restrito e os poderosos (vide empresa São José) agradecerão pelo descaso. O povo continuará vivendo da caridade de quem o detesta. Enfim, nossa cidade cairá bem num cartão postal, num ótimo cenário para uma bela cidade.
Alexandre deverá cumprir bem o papel de síndico de Franca. Tomara que ele não faça pela cidade o que fez pela saúde. A resistência francana já está formada; boa parte da população não era favorável à continuidade, o que não torna o governo tucano ilegítimo e tampouco as críticas infundadas. 

Um comentário:

  1. Belo texto Alex, realmente nossa cidade é apenas um cartão postal. Infelizmente muitos se cegam com os feitos construídos pelo atual prefeito, mas nunca lembram que não é só de muros que se faz uma cidade. Como muito bem dito, falta médicos e professores, e os que estão contratados são mal pagos e mal tradados pela prefeitura. Falta mesmo nessa e com certeza faltará na próxima gestão, humanidade.
    Abraço e conte comigo na luta por uma Franca melhor.
    Célio Peliciari

    ResponderExcluir